sábado, 16 de maio de 2015

ADORMECIDO

Soníferos encontros,
Noites de carnificina,
Calmantes em gotas
Coloridas, doses de
Lágrimas e purpurinas


Isso é tudo que o sono
Traz, ao deixar os rumores
Teus tremores acordados,
Nos calabouços de minhas
Mãos; invisto uma nota fria
Enxugo o rosto na exatidão
Cega de não te ver mais
Dormindo nunca mais
no espaço metro quadrado
encolhido ao meu lado...penas
E travesseiros, de cisnes brancos
e coelhos...vermelhos!


Para onde foram os sonhos
Do menino dos infinitos
Verdes, que por noites
Inteiras, me deixava
Acordado?


Para onde foram os lábios,
Que por inextinguíveis lareiras,
Queimavam os colchões
E me deixavam,
Incendiado?


Para onde foram as noites
Cobertas de silêncios
Quando sozinho podia estar
E saber que estavas,
Acordado, sonhando
Velando ao meu lado?


Para onde, para onde, 
parar aonde?


FC






Um comentário:

  1. VOCE VAI VOR LONGE .... JA VOA....O CÉU É SEU LIMITE... BJUS DE LUZ

    ResponderExcluir